Essa comunidade é o reduto das pessoas interessadas nessas duas especialidades da ciência criminal, que até então não tinham como discutir, trocar informações e novidades sobre a criminologia e psicologia forense.

Postagem em destaque

Serial Killers - Parte XI - Mitos Sobre Serial Killers Parte 6

#6: ELES SÃO TODOS BRANCOS Contrariando o mito popular, nem todos os serial killers são brancos. Serial killers existem em todos os gr...

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Dicas e Resultado da enquete!

Olá pessoal! Como estão todos? espero que bem...^^

Começo falando sobre o resultado da ENQUETE:
Serial Killers- (5)- 45%
+ Psicopatia- (5)- 45%
Perícia Criminal- (5)- 45%

É..deu empate...e eu achando que a Enquete facilitaria as coisas! rssss

Bem, vou postar mais algumas coisinhas sobre Psicopatia, já que muita gente ainda quer saber mais sobre o assunto. Enquanto isso vou separando e escrevendo material referente aos Serial Killers, pra depois postar no Blog (preparem-se, porque tenho MUITA coisa sobre Serial Killers!); e seguindo a ordem por último Falo sobre Perícia Criminal que é uma carreira que muitos querem seguir.

De vez em quando, vou postando notícias sobre o mundo do crime e dando dicas de cursos e/ou livros!

Agora, trago dicas de novos lançamentos que eu tenho certeza que vocês irão adorar!

1°- 501 CRIMES MAIS NOTÓRIOS



Comprei ontem o “501 crimes mais notórios” (escrito por Paul Donnelley. Com capa dura e mais de 500 páginas, é, fisicamente, um “livrão” – por isto, o preço mais elevado.
Obviamente, o título já diz do que se trata. Uma vantagem é a separação por tipos de crimes, em 10 partes:
* traição, proscrição, pirataria, anarquia, motins & terrorismo;

* golpes, trapaças, fraude e corrupção;
* crimes de morte;
* roubos;
* assassinatos; (qual a diferença para “crimes de morte”?! É que aqui trata-se de vítimas famosas, como Abraham Lincoln, Rasputin, Mahatma Gandhi etc.)
* gângsters: crimes, tráfico e contrabando;
* assassinatos em série;
* sequestros;
* outros crimes;
* crimes sem solução.

Obviamente, comecei a leitura pelos assassinos em série. São cerca de 100 – repararam que na capa do livro está nosso bem conhecido Charles Manson? Mas Manson não está entre os serial killers, e sim nos “crimes de morte”. Ok. “Jack, o Estripador”, talvez o mais famoso dos serial killers, também não (está em “crimes sem solução”). Ok.
Há casos famosos e outros que eu nunca havia ouvido falar.
Esse livro vale muito a pena, apesar de ter apenas uma página para cada crime... mas as histórias ampliam nossa visão do fenômeno criminal…

2°- EVIDÊNCIA CRIMINAL
Série “Evidência Criminal’, vendida em banca, por R$ 14,90 cada – a série terá 3 volumes.
Cada volume, de 90 páginas, contém mais de 10 histórias de crimes famosos. Os serial killers presentes no primeiro volume de “Evidência Criminal” são:
*Henri Désire Landru: um “Barba Azul” francês, namorava e matava viúvas ricas para se apossar de seus bens;
John Christie: um assassino de mulheres inglês, cuja história é cheia de reviravoltas (e controvérsias que duram até hoje), pois havia conseguido com que outro homem, Timothy John Evans, fosse condenado à morte pelo homicídio de sua esposa e filha;
Marcel Petiot: francês, durante a 2a Guerra Mundial oferecia fuga a judeus, mas, na verdade, os matava e ficava com suas posses;
John George Haigh: inglês, também matava por motivos financeiros. Dissolvia o corpo das vítimas em ácido e alegou que, se não havia um corpo como prova, não poderia ser acusado de qualquer crime…
Outros histórias interessantes deste primeiro volume são a de Al Capone, famoso mafioso americano, e a do assassinato do arquiduque Franz Ferdinand, crime que desencadeou a 1a Guerra Mundial.
Os textos foram escritos por Tim Hill e o que a coleção, lançada no Brasil pela Editora Escala, têm de realmente inéditos são as notícias e fotos de jornais da época em que os crimes ocorreram. Os arquivos são do jornal inglês Daily Mail.
No segundo volume, temos apenas dois serial killers:
Albert Henry DeSalvo: acusado de matar várias mulheres nos Estados Unidos, na década de 1960 – mas até hoje há dúvidas se foi mesmo o autor;
Ian Brady e Myra Hindley: casal de assassinos de jovens ingleses, com história muito parecida com a de Paul Bernardo e Karla Homolka.
Outros crimes de interesse, no volume: a vida de Boonie e Clyde, casal de gângsters americanos no início do século passado; o assassinato do presidente americano John Kennedy; e o “Grande assalto ao trem pagador”, na Inglaterra (o ladrão Ronald Biggs foi o único a escapar, e veio para o Brasil-sil-sil, onde teve um filho que fez sucesso, na década de 80, na trupe infantil Turma do Balão Mágico).
Leitura altamente recomendada, portanto.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário