Essa comunidade é o reduto das pessoas interessadas nessas duas especialidades da ciência criminal, que até então não tinham como discutir, trocar informações e novidades sobre a criminologia e psicologia forense.

Postagem em destaque

Serial Killers - Parte XI - Mitos Sobre Serial Killers Parte 6

#6: ELES SÃO TODOS BRANCOS Contrariando o mito popular, nem todos os serial killers são brancos. Serial killers existem em todos os gr...

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Últimas Notícias!

27/04/2012

- Moradores de Tatuí, SP, estão chocados com morte de cabeleireira
A mulher foi assassinada em Ilhéus (BA) na quinta-feira (26).
Ela ganhou a viagem em promoção de uma empresa de cosméticos.


Tristeza. Assim é o clima na rua onde morava a cabeleireira Maria Cecília de Abreu, de 58 anos, no Centro de Tatuí (SP). Ela foi assassinada na quinta-feira (26) durante um assalto no hotel onde estava hospedada em Ilhéus (BA).

Segundo os vizinhos dela em Tatuí, a mulher era bastante conhecida na região, além de querida pelos moradores. “Estava sempre de bom humor”, garante o comerciante Antônio Bernardo de Moraes, amigo e cliente de Maria Cecília havia 25 anos. Assim que soube da tragédia, ele foi até a casa da família para prestar apoio. Para a reportagem do G1, o homem disse que está comovido e não acredita ainda em tudo o que aconteceu. “Maria Cecília era como uma irmã para mim. Estávamos sempre juntos e conversávamos sobre tudo”, desabafou o comerciante.

Sueli de Moura Soares, também amiga de Maria Cecília, conta que ambas estiveram juntas antes do embarque da turista. “Dois dias antes dela viajar, conversamos um tempão e ela estava super feliz. Era um sonho que estava se tornando realidade”, contou Sueli que também é comerciante em Tatuí. A mulher explicou que Sueli havia ganhado a viagem na promoção de uma empresa de cosméticos. “Ela tinha quatro opções e escolheu Ilhéus, no Sul da Bahia, para passear e descansar da rotina. Foi uma sensação de perda tão grande, que não dá para acreditar”, concluiu.


Por telefone, a família conversou com o G1 e disse que está bastante abalada. Os filhos se reuniram e decidiram viajar na madrugada desta sexta-feira (27) com destino ao Instituto Médico Legal (IML) da Bahia para fazer o reconhecimento do corpo.

Em nota, a operadora de viagens, responsável pelo embarque, informou que lamenta o ocorrido e informa que está prestando toda a assistência necessária à família da passageira.
Fonte: G1 Itapetininga e Região



- Preso suspeito de atirar em mulher no terminal em Sorocaba, SP
Polícia chegou ao suspeito após rastrear telefonemas para a vítima.
Vítima levou um tiro no abdômen e passa bem.


A Polícia Civil de Sorocaba (SP) apresentou na manhã desta sexta-feira (27) o suspeito de tentar matar a ex-mulher com um tiro, em fevereiro deste ano. O homem foi preso em Foz do Iguaçu (PR) nesta quarta-feira (25) e chegou nesta sexta-feira a Sorocaba para ser interrogado.

A polícia chegou até ele após rastrear as ligações para a vítima. O crime foi em um terminal de ônibus da cidade. Segundo o depoimento da mulher de 26 anos, ele não aceitava o fim do relacionamento e após uma discussão ele acabou dando um tiro no abdômen dela.

De acordo com o delegado que cuida do caso, Marcelo Carriel, o suspeito está com prisão temporária decretada e responder pelos crimes de tentativa de homicídio e coação, por conta das ameaças que a vítima relatou ter sofrido. Ainda nesta sexta-feira, o suspeito deve ser transferido para a cadeia de São Roque. A ex-mulher já recebeu alta do hospital e passa bem.
Fonte: G1 Sorocaba e Jundiaí



- Preso suspeito de ter sequestrado sobrinha em Sorocaba, SPEle e a vítima estavam no Mato Grosso do Sul, divisa com o Paraguai.
Homem também vai responder por estupro de vulnerável.


Foi apresentado nesta sexta-feira (27), na sede do Grupo Antissequestro (GAS) de Sorocaba (SP), um homem de 32 anos que fugiu para o Paraguai com uma menina de 11, no início de março. Segundo a polícia, ele era casado com a tia da menina e já mantinha um relacionamento com a menor dentro da casa onde moravam juntamente com toda a família, em Votorantim (SP).
Para  Adriana de Sousa Pinto, titular da Delegacia de Defesa da Mulher da cidade (DDM), a relação teria começado durante uma suposta doença do homem. "Ainda estamos apurando a veracidade da história, mas ele disse que teve leucemia e que foi a menor quem cuidou dele durante o período em que esteve doente", afirma a delegada.
O caso entre os dois durou nove meses e mãe da criança já havia feito um boletim de ocorrência em fevereiro, quando o relacionamento foi descoberto. Dias depois, tio e sobrinha sumiram e a família registrou um novo B.O., dessa vez por desaparecimento.
O suspeito foi preso em Deodápolis (MS), divisa com o Paraguai, em uma ação conjunta da polícia local com o GAS de Sorocaba e a DDM de Votorantim. De acordo com a delegada, o serviço de inteligência da Polícia Civil já havia descoberto o paradeiro dos dois.

Onde moravam
Ele e a menina moraram durante alguns dias na cidade de Pedro Juan Caballero, no país vizinho, e, depois, passaram o resto do tempo migrando de uma cidade a outra dentro de um carro equipado com eletrodomésticos. Na semana passada, o homem recebeu uma proposta de emprego no Brasil e foi preso assim que cruzou a fronteira.
Por precaução, a menina foi entregue a familiares que vivem no Mato Grosso do Sul e só voltará para a casa da mãe na semana que vem, na companhia do Conselho Tutelar. Ela ainda não foi ouvida pela polícia e deve prestar depoimento depois de passar por exames de corpo de delito e avaliação psicológica.
O homem responderá por sequestro e estupro de vulnerável, já que a menina é menor de 14 anos e, para a polícia, não tem discernimento para entender a situação. Ele teve a prisão temporária decretada e será levado para a cadeia de Pilar do Sul, que abriga os acusados de cometerem crimes sexuais.
Fonte: G1 Sorocaba e Jundiaí



- Garota que teria sido espancada pela mãe em Cuiabá aguarda vaga em UTIEstado de saúde de garota de 15 anos é gravíssimo, segundo hospital.
Ela teve traumatismo craniano e respira por ventilação mecânica.


É gravíssimo o estado de saúde da adolescente de 15 anos que foi vítima de um possível espancamento na madrugada desta sexta-feira (27), no bairro Novo Paraíso, em Cuiabá. Conforme a assessoria do Pronto-Socorro da capital, onde ela está internada, a vítima aguarda uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade de saúde para ser transferida.
A principal suspeita do crime é a própria mãe da adolescente, uma dona de casa de 36 anos, que encontra-se detida na Delegacia Metropolitana de Cuiabá junto com o ex-marido dela, de 50 anos, que, segundo a Polícia Civil, teria ajudado a limpar o local antes da chegada da polícia na tentativa de não levantar suspeita. Os dois ainda devem prestar depoimento à polícia.

A unidade de saúde informou ainda que a vítima sofreu traumatismo craniano e respira por ventilação mecânica. Além disso, de acordo com a polícia, a garota teve parte da orelha cortada e o crânio quebrado devido às agressões. Como a suspeita de espancar a menor é a mãe, o Conselho Tutelar foi até o hospital para acompanhar o caso.
A delegada Juliana Chiquito Palhares, plantonista da Delegacia Metropolitana de Cuiabá, que analisou o caso no início, disse que existem fortes indícios de que a mãe tenha cometido o crime. Já o padrasto, que estava na casa quando a Polícia Militar chegou para atender a ocorrência, é suspeito de ter ajudado a limpar o local. Vizinhos relataram, conforme a delegada, que a suspeita era depressiva e que há algum tempo não saía de casa.
A PM e a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram até a residência após serem acionados por um vizinho da família, que foi procurado pela suspeita. A mãe alegou, de acordo com a Polícia Militar, que encontrou a filha toda ensanguentada na cama e pediu ajuda ao vizinho e ao ex-marido. A vítima foi conduzida ao hospital por volta das 4h desta sexta-feira, enquanto a mãe e o ex-padrasto foram conduzidos para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do bairro Planalto, na capital, e poderão responder por tentativa de homicídio.
Fonte: G1/MT
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário