Essa comunidade é o reduto das pessoas interessadas nessas duas especialidades da ciência criminal, que até então não tinham como discutir, trocar informações e novidades sobre a criminologia e psicologia forense.

Postagem em destaque

Serial Killers - Parte XI - Mitos Sobre Serial Killers Parte 6

#6: ELES SÃO TODOS BRANCOS Contrariando o mito popular, nem todos os serial killers são brancos. Serial killers existem em todos os gr...

domingo, 13 de maio de 2012

Últimas Notícias! 12/05/2012 - 18/05/2012

18/05/2012

- Homem de 60 anos é preso no DF suspeito de ter engravidado netaEle foi preso no Vale do Amanhecer, em Planaltina, nesta sexta.
Polícia afirma que menina está grávida de oito meses do avô.


Um homem de 60 anos foi preso no final da manhã desta sexta-feira (18) suspeito de ter estuprado e engravidado a neta, que tinha 13 anos na época do crime. De acordo com a chefe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Dpca), Valéria Raquel, o homem estava foragido desde janeiro e foi detido no Vale do Amanhecer, em Planaltina.

“Ele desconfiou que ela estava grávida e estava foragido. A menina está com oito meses de gestação e vai ter a criança. A família está dando todo apoio”, afirmou a delegada.

O homem está detido na carceragem do Departamento de Polícia Especializada. “Ele não confessa, mas também não nega. Ele disse que está tomando remédios [de uso controlado]”, disse Valéria.

A polícia soube do caso porque a vítima conversou sobre o abuso com familiares. A mãe dela, que é filha do homem preso, quando soube do estupro procurou a polícia.

De acordo com Valéria, o homem já tinha passagens por ameaça e porte ilegal de armas. Ele vai responder por estupro de vulnerável com pena entre oito a quinze anos de prisão.
Fonte: G1/DF


- Ossada encontrada em MS é de jovem desaparecida há 6 meses
Policial Civil em Maracaju é suspeito de envolvimento no caso, diz delegado.
Jovem sumiu em novembro de 2011 e ossada foi encontrada em 20 de abril.


A Polícia Civil em Maracaju, a 162 km de Campo Grande, confirmou nessa quinta-feira (17) que a ossada encontrada no dia 20 de abril, às margens de uma rodovia, é de uma jovem de 22 anos que havia desaparecido há 6 meses. O delegado responsável pelo caso, Luis Augusto Milani, disse que, com base na investigação, pediu a prisão temporária de um agente da Polícia Civil, de 38 anos, suspeito de envolvimento no caso. O policial foi preso ontem.

A prisão decretada é válida por 30 dias, podendo ser prorrogada. De acordo com o delegado, o suspeito tinha um relacionamento amoroso com a vítima. O agente registrou boletim de ocorrência de desaparecimento na delegacia em Dourados, a 63 km de Maracaju. O delegado disse ao G1 que ainda irá interrogar o suspeito.

OssadaNo último dia 20 de abril, funcionários de uma empresa que faziam limpeza da MS-262, em Maracaju, encontraram a ossada às margens da rodovia. A perícia da polícia ao local e recolheu a ossada. Milani disse que já suspeitava que se tratava da jovem desaparecida e, por isso, solicitou testes de DNA.

A 1ª delegacia de polícia de
Dourados, o Serviço de Investigações Gerais (SIG) e a Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) investigam o caso. De acordo com o delegado o inquérito deve ser encerrado em 10 dias.
Fonte: G1/MS



- Suspeito de assassinar quatro pessoas é preso em Igarassu, PE
Homem também é suspeito de tentar matar uma mulher.
Ele é ex-presidiário e já cumpriu pena por tráfico e porte ilegal de arma.


A Delegacia de Capturas apresentou na manhã desta sexta-feira (18) um homem suspeito de cometer quatro assassinatos e uma tentativa de homicídio. Ele foi preso na quinta (17) em uma residência em Paratibe, no município de Paulista, Grande Recife. De acordo com a polícia, o suspeito teria assassinado quatro homens e tentado matar uma mulher, companheira de uma das vítimas. Os crimes aconteceram no ano passado e no início deste ano.

Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito é ex-presidiário e já cumpriu pena por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, além de responder a processos por roubo e formação de quadrilha. O homem era procurado desde agosto de 2011, quando cometeu um dos crimes, em Igarassu.

O suspeito não resistiu à prisão e foi encaminhado ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Ainda de acordo com a polícia, ele possui dois mandados de prisão, mas nega a autoria dos crimes.
Fonte: G1/PE



- Coveiro é morto a caminho de trabalho em Salvador, diz polícia
Crime ocorreu no bairro de Brotas por volta das 7h desta sexta-feira (18).
Polícia afirma que vítima tinha mais de 40 perfurações no corpo.


Um homem foi morto nesta sexta-feira (18) no bairro de Brotas, em Salvador. O crime foi na rua Campinas de Brotas, por volta das 7h. A vítima tinha 30 anos, era coveiro e foi alvo de tiros disparados por quatro homens, diz a polícia. Os autores estavam em um carro e conseguiram fugir.

A vítima estava a caminho do trabalho, no Cemitério Jardim da Saudade, situado no bairro. De acordo com a polícia, havia mais de 40 perfurações no corpo do homem. Ainda não há pistas sobre o paradeiro dos assassinos. Por volta das 14h, equipes da 26º Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) continua nas ruas à procura dos suspeitos.

De acordo com balanço da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), nas últimas 24 horas, foram registrados em Salvador e na região metropolitana três homicídios, cinco assalto a ônibus e 17 carros roubados.
Fonte: G1 BA, com informações da TV Bahia


- Pedreiro é preso após tentar matar a esposa em bairro de Piracicaba, SP
Após discussão, homem atinge dona de casa com facadas por várias vezes.
Vítima foi levada para a Santa Casa, mas já foi liberada depois de atendida.


Um pedreiro de 44 anos foi preso por tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (17), no bairro Vila Maria, em
Piracicaba (SP). Após discutir com a mulher, ele esfaqueou a dona de casa de 57 anos sete vezes. A Polícia Militar foi chamada por vizinhos. Depois, ele ainda tentou se matar, ao cortar os pulsos, mas não conseguiu e fugiu do local.

A briga aconteceu em uma residência na Rua Sebastião Aparecido Nunes. O pedreiro foi encontrado perto da casa, na Rua Escolástico Couto Aranha, no bairro Jardim Nova Suíça. Os policiais afirmaram que o homem estava alcoolizado quando foi detido. O suspeito foi questionado sobre a localização da faca, mas não soube responder onde o utensílio estava.

O agressor foi capturado e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba. A vítima foi levada para o pronto-socorro da Vila Cristina e depois transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba. Ainda não se sabe o motivo da discussão.

Segundo informou a Santa Casa de Piracicaba, por meio de sua assessoria de imprensa, a vítima sofreu ferimentos causados pela faca, porém sem gravidade. Após ser atendida no setor de pronto atendimento do hospital, a dona de casa foi liberada nesta madrugada de sexta-feira (18).
Fonte: G1 piracicaba e região



- Suspeito de praticar canibalismo e matar em GO está preso em MG
Homem de 35 anos está em Presidente Olegário, no Noroeste de Minas.
Assassinato e suposto canibalismo aconteceram em janeiro, diz delegado.


Polícia fez reconstituição do assassinato (Foto:
Divulgação/ Delegacia de Pires do Rio )

Um suspeito de ter assassinado e praticado canibalismo em Pires do Rio, em Goiás, está preso no Presídio de Presidente Olegário, no Noroeste de Minas. Ele foi detido na quarta-feira (16), pela Polícia Militar (PM) de Lagoa Grante, na mesma região. O homem de 35 anos confessou participação no homícido que aconteceu há dois meses na cidade goiana e permanecerá em Minas Gerais até que a justiça dos dois estados decidam pela transferência. Ainda de acordo com a polícia, quatro homens suspeitos de participarem do crime já estavam detidos em Goiás.

A prisão

Segundo o cabo da Polícia Militar, Jocemar Teodoro Lima, a prisão aconteceu depois que o delegado Eduardo Eustáquio, de Pires do Rio, em Goiás, soube que o suspeito estaria refugiado em Lagoa Grande, em Minas Gerais. Em seguida, entrou em contato com a polícia mineira para confirmar a presença do suspeito na cidade. “Ele já havia morado na cidade e voltou recentemente. Ao receber a ordem de prisão os policiais foram até a casa dele onde foi feita a detenção. Ele não resistiu à prisão e confessou que estava presente quando o homem de 33 anos morreu em 11 de janeiro, porém, não esclareceu se participou das suspeitas de canibalismo”, explicou o policial. A PM informou ainda que quando morava na cidade ele teve passagem por tráfico de drogas.

Entenda o casoO assassinato e o suposto canibalismo é investigado pelo delegado Eduardo Eustáquio, de Pires do Rio, em Goiás. Por telefone ele contou ao G1 como tudo aconteceu. “O crime foi entre os dias 11 e 12 de janeiro e a vítima foi encontrada em um córrego. Testemunhas denunciaram que havia um corpo no local e que os peixes estavam se alimentando da vítima, porém, nós suspeitamos que houve na verdade retirada dos órgãos: fígado e coração”, explicou o delegado.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Médico Legal (IML) da cidade, onde segundo o delegado, há confirmação de retirada dos órgãos da vítima. "Trabalhamos a hipótese de os suspeitos terem usado os órgãos para um ritual de magia negra", disse Eduardo.

Ainda segundo ele, o motivo do crime pode ter sido vingança, já que a vítima furtou a casa da ex-mulher do suspeito. “Ele foi morto brutalmente. Na reconstituição do crime estavam a vítima e mais quatro homens usando drogas, enquanto o assassino asfixiou a vítima e os outros não tentaram impedir o crime”, detalhou o delegado.

As investigações sobre o caso continuam e o delegado acredita finalizar quando o suspeito detido em Minas Gerais chegar a Goiás. “Quando ele estiver aqui ficará mais fácil ligar todos os depoimentos. Enquanto isso, os suspeitos permanecerão detidos”, concluiu Eustáquio.
Fonte: G1 do Triângulo Mineiro


- Mulher apanha até desmaiar em MT e marido é preso em flagrante, diz PM
Homem foi preso em flagrante após dar socos no ouvido da vítima.
Vítima disse à polícia que há seis anos é agredida pelo suspeito.


Uma mulher de 30 anos denunciou o marido por agressão e relatou, em depoimento à Polícia Civil, que foi espancada a ponto de desmaiar na noite desta quinta-feira (17). De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi detido em flagrante no bairro Jonas Pinheiro, em Cuiabá, após dar socos na vítima, principalmente no ouvido direito e nas costas, o que teria provocado o desmaio.

À polícia, a vítima contou que convive com o suspeito há seis anos e que sempre apanhou dele. Nesta quinta-feira, por exemplo, afirmou que ele chegou em casa alcoolizado com uma faca na cintura dizendo que iria matar alguém. Ao tentar acalmá-lo, a mulher foi arrastada pelos cabelos para a rua e, em seguida, foi agredida com socos no ouvido.

Conforme a PM, a mulher acordou quando estava sendo arrastada para dentro de casa pelo marido. Ao acordar, ela gritou pedindo socorro e uma vizinha ouviu e interveio na situação. Depois disso, a vítima chamou a polícia. O suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana da capital e foi autuado em flagrante por violência doméstica. Ele deve ser conduzido ao Centro de Ressocialização de Cuiabá, antigo presídio do Carumbé.
Fonte: G1/MT


- DNA confirma identidade de mulheres vítimas de trio de Garanhuns, PE
Exames foram divulgados pelo IC nesta sexta-feira (19).
Ainda está sendo investigada identidade de uma terceira vítima, em Olinda.

Os exames de DNA confirmaram que os dois corpos encontrados enterrados na casa do trio suspeito de canibalismo, em Garanhuns, no Agreste, são realmente das duas mulheres que estavam desaparecidas na cidade: Alexandra da Silva Falcão e Giselly Helena da Silva. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira (18), pelo Instituto de Criminalística (IC) de Pernambuco. Os exames dos restos de uma terceira possível vítima do trio, encontrados em Olinda, ainda não foram finalizados. Entretanto, de acordo a perita Sandra Santos, o IC já conseguiu identificar que os ossos são femininos.

O IC realizou os exames em pedaços de ossos da perna das duas mulheres. “A gente recebeu fragmentos de fêmur das duas vítimas, de onde o DNA foi extraído. Comparamos os exames de Alexandra com o do filho dela, e de Giselly comparamos com o da mãe. Concluímos os exames na quarta [16], mas esperamos a finalização do processo para divulgar”, informou a perita Sandra Santos. De acordo com o Instituto de Medicina Legal (IML), na época quando os corpos foram liberados, os parentes das duas mulheres já haviam as reconhecido.

Os resultados devem ser encaminhados ainda nesta sexta ao Delegado Wesley Fernandes, de Garanhuns, titular do caso e que concluiu o inquérito na cidade, de acordo com o IC. Segundo informações da Polícia Civil, os exames devem seguir para autos do processo.

O trabalho do instituto deve continuar para tentar identificar a terceira possível vítima do trio: uma adolescente desaparecida em Olinda desde 2008. “A gente está trabalhando no caso já há duas semanas ou mais nesses ossos. Os ossos são de qualidade muito ruim, diferente dos outros, porque estão enterrados desde 2008, então o calor danifica. Os ossos encontrados são curtos e, por isso, têm pouco DNA. Vamos continuar trabalhando e acho que chegaremos a alguma conclusão”, revelou Sandra Santos.

A possível vítima teria sido assassinada pelo trio em 2008, antes deles irem para Garanhuns. A filha dela, de cinco anos, teria sido levada pelos suspeitos e criada com eles. Na quarta-feira (16), foram divulgados os exames da DNA da menina, que comprovaram o parentesco. A informação foi confirmada pela juíza Maria Betânia Duarte Rolim, que está respondendo cumulativamente pela Vara Regional da Infância e Juventude de Garanhuns. O avô da criança disse ao G1, na quinta (17), que vai lutar pela guarda da neta. Uma tia também estaria interessada.

O caso

O homem, de 51 anos, e as duas mulheres, de 52 e 25, viraram réus pela pela morte de duas de suas vítimas, em Garanhuns, de acordo com o promotor de Justiça do caso, Itapuan Vasconcelos. Segundo o representante do Ministério Público, o trio confessou mais seis mortes no inquérito, que totalizariam nove vítimas. Essas outras mortes, incluindo a da mãe da criança criada pelos suspeitos, ainda estão sendo investigadas pela polícia.

De acordo com o MP, o trio responderá pelos crimes de duplo homicídio triplamente qualificado, falsidade ideológica, estelionato, ocultação de cadáver e falsificação de documentos. A denúncia foi recebida integralmente pelo juiz José Carlos Vasconcelos Filho, da 1ª Vara Criminal do município do Agreste, na quinta-feira (10), que também decretou a prisão preventiva dos réus.

O crime foi descoberto em abril deste ano, quando a polícia encontrou os corpos enterrados no quintal dos acusados, que formavam um triângulo amoroso. O homem e a mulher de 52 anos, que seriam casados, e a jovem de 25, estão presos. Ainda segundo a polícia, uma das suspeitas afirmou que vendia salgados com a carne das vítimas na região.

Investigações

Segundo o promotor de Justiça, que teve acesso aos autos dos inquéritos que investigam as duas mortes confirmadas até o momento, os depoimentos dos suspeitos dão conta de que mais seis mulheres teriam sido mortas em três cidades. A Polícia Civil não confirma a informação.

Três inquéritos apuram o caso: um na Paraíba; outro em Garanhuns, que tem duas vítimas confirmadas; e um terceiro em Olinda, onde a polícia havia encontrado apenas ossadas, até o momento não identificadas.
Fonte: G1/PE


17/05/2012

- 'Vou lutar', diz avô sobre guarda de menina criada por trio de Garanhuns
Teste de DNA confirma parentesco de criança com pai e tio de possível vítima.
Menor vai passar por processo de reinserção familiar, segundo juíza.


A criança encontrada com o trio suspeito de matar e esquartejar pelo menos duas mulheres e cometer canibalismo é filha de uma das possíveis vítimas. A informação foi confirmada pela juíza Maria Betânia Duarte Rolim, que está respondendo cumulativamente pela Vara Regional da Infância e Juventude de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O exame de DNA, divulgado na quarta-feira (16), foi feito com o pai e o irmão dessa vítima que teria sido morta pelo trio em 2008, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife.

A juíza informou ainda, por meio de nota, que a criança agora vai passar por um processo de reinserção familiar, sendo acompanhada por profissionais da vara. Ela vai permanecer no abrigo em Garanhuns enquanto se desenrola o processo. “Eu estou muito feliz. Vou lutar pela guarda da minha neta, é só o que estou querendo. Já perdi a minha filha, quero minha neta de volta”, afirma o pedreiro Emanuel Araújo, confirmado como avô da menina. Uma tia da vítima também está tentando ficar com a guarda da criança.

O casoO homem, de 51 anos, e as duas mulheres, de 52 e 25, viraram réus pela pela morte de duas de suas vítimas, em Garanhuns, de acordo com o promotor de Justiça do caso, Itapuan Vasconcelos. Segundo o representante do Ministério Público, o trio confessou mais seis mortes no inquérito, que totalizariam nove vítimas. Essas outras mortes, incluindo a da mãe da criança criada pelos suspeitos, ainda estão sendo investigadas pela polícia.

De acordo com o MP, o trio responderá pelos crimes de duplo homicídio triplamente qualificado, falsidade ideológica, estelionato, ocultação de cadáver e falsificação de documentos. A denúncia foi recebida integralmente pelo juiz José Carlos Vasconcelos Filho, da 1ª Vara Criminal do município do Agreste, na quinta-feira (10), que também decretou a prisão preventiva dos réus.

O crime foi descoberto em abril deste ano, quando a polícia encontrou os corpos enterrados no quintal dos acusados, que formavam um triângulo amoroso. O homem e a mulher de 52 anos, que seriam casados, e a jovem de 25, estão presos. Ainda segundo a polícia, uma das suspeitas afirmou que vendia salgados com a carne das vítimas na região.

Investigações
Segundo o promotor de Justiça, que teve acesso aos autos dos inquéritos que investigam as três mortes confirmadas até o momento, os depoimentos dos suspeitos dão conta de que mais seis mulheres teriam sido mortas em três cidades. A Polícia Civil não confirma a informação.

“Eles confessaram essas seis mortes à polícia. Analisando o material do inquérito, contei o nome de seis mulheres e alguns endereços em Olinda, Paulista e no Recife. Requeremos ao juiz que tirasse algumas peças daquele inquérito para encaminhar às delegacias de cada cidade. O DHPP [Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa] está começando a investigar, deve ter aberto inquéritos policiais para cada homicídio”, afirmou o promotor.

Três inquéritos apuram o caso: um na Paraíba; outro em Garanhuns, que tem duas vítimas confirmadas; e um terceiro em Olinda, onde a polícia havia encontrado apenas ossadas, até o momento não identificadas.

“Relatamos como eles agiam. Eles atraíam as vítimas, apenas mulheres, com promessa de emprego ou para falar de Deus. A primeira vítima, aqui em Garanhuns, foi atraída para pregar a palavra de Deus e quando estava na casa dos suspeitos conversando, o homem saiu de trás da residência e desferiu um golpe grande nela. Ele cortou o pescoço dela, levaram para o banheiro e esquartejaram. Eles também ingeriram a carne dela”, afirma o promotor sobre a denúncia.

Ainda conforme Vasconcelos, a segunda vítima foi atraída com promessa de emprego. O trio teria informado que fazia parte de uma seita, chamada Cartel, e que uma entidade os dizia qual pessoa tinham de matar, as consideradas impuras.

Já sobre a menina de cinco anos que teria presenciado os crimes, vivendo com os acusados, o promotor afirma que o caso ainda é investigado. “Eles teriam matado essa mulher que era pedinte [em Olinda] e ficado com a criança. A menina tem dois registros de nascimento falsos. O primeiro na Paraíba, no Conde, com o nome do irmão do réu. Uma das suspeitas assumiu a identidade da vítima, tirou carteira de identidade, cartão de crédito, tudo”, diz o promotor.

Inimputáveis

O promotor avalia também que a tese de inimputabilidade deverá ser utilizada em um possível júri popular. “Isso significa alegar que eles não podem ser responsabilizados por esses crimes por possível doença mental. É provável que o processo gire em torno dessa tese de que eles não teriam conhecimento da ilicitude do fato e não poderiam se determinar de acordo com esse entendimento. Vamos ver a postura que vai se adotar”, comentou. “Por outro lado, eles fizeram compras com o cartão de uma das vítimas, assinavam por ela. A gente se pergunta se eles realmente não tinham consciência do fato.”

Com relação à suspeita de que as carnes das vítimas seriam usadas para fazer salgados que seriam vendidos na cidade, o promotor diz que parece mais uma lenda. “Não tiro a possibilidade, mas também não tem como provar. No inquérito tem uma pergunta que foi feita ao homem: se eles utilizavam as carnes nas coxinhas. Ele disse que se elas [as suspeitas] fizeram isso não tinham autorização para tanto, elas sabiam que era para o consumo em casa. Eles tratavam isso como missão, como ritual. A gente não tem como provar, nos autos, especificamente, em termo de depoimento, eles não falaram nada. Se não me engano, uma das mulheres disse isso em uma entrevista”, finalizou.
Fonte: G1/PE


- Advogado acusado de crimes em vários Estados é preso

A polícia do Paraná prendeu na tarde de terça-feira, em Foz do Iguaçu, Evangevaldo Castanheira dos Santos, de 42 anos. Bacharel em Direito, é conhecido como "advogado do crime" e era uma das pessoas mais procuradas pela polícia no Estado. Contra ele havia mandados de prisão da Justiça do Paraná e de Minas Gerais. Somente no Paraná, onde começou no crime roubando carros de luxo em Curitiba, ele responde a dois inquéritos e dez processos por roubo, furto, receptação e formação de quadrilha.

Segundo a polícia, a atuação não se restringe ao Paraná. Santos também responde a processos por furto e roubo em Minas Gerais e no Ceará, onde já esteve preso. Em dezembro de 2004, chegou a ser preso em Mato Grosso do Sul, acusado de falsificação de cartões de crédito. Também foi detido em 2007, em Rondônia, quando trafegava com um veículo que tinha o chassi adulterado e transportava mais de 300 quilos de cocaína. Ele teve passagem ainda pela Polícia Federal por contrabando, receptação, estelionato e formação de quadrilha.

A prisão do advogado foi realizada por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). Ele foi preso quando deixava seu automóvel em um posto de combustível para que fosse lavado. Segundo a polícia, Santos morou por alguns anos na Venezuela e na Bolívia, mas nos últimos meses tinha se instalado em Foz do Iguaçu. Ao tomar conhecimento disso, foram levantadas as informações que levaram à prisão do advogado.
Fonte: Agência Estado e G1



- Adolescente é detido suspeito de esfaquear mulher em shopping de SP
 Briga em estacionamento motivou garoto a agredir mulher, diz Polícia Civil.
Vítima está internada em estado estável em hospital da capital paulista.

Um estudante de 15 anos foi detido pela Polícia Militar por suspeita de esfaquear uma recepcionista de 26 anos após discutir e brigar com a mulher dentro de um estacionamento de um shopping Center na Rodovia Raposo Tavares, Zona Oeste de São Paulo. O caso ocorreu na noite de sábado (12) e foi registrado como ato infracional, tentativa de homicídio e lesão corporal no 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi, na Zona Sul da capital.

A Polícia Civil determinou a apreensão do adolescente, que foi encaminhado à Fundação Casa, onde irá cumprir medidas socioeducativas. A vítima foi ferida no rosto, braços e tórax e está internada num hospital na região central da capital. Seu estado de saúde é estável.
Segundo o boletim de ocorrência, o jovem estava acompanhado da mãe, uma empresária de 50 anos, e de um amigo, um adolescente de 13, no momento em que agrediu a recepcionista.

Testemunhas ainda informaram que a mãe do garoto guiava um Ford Ecosport quando fez uma ultrapassagem no Volkswagem Gol onde estava a vítima e sua companheira, uma digitadora de 31 anos, e bateu no retrovisor do veículo delas. O menino de 15 anos ainda teria xingado as mulheres, que foram tirar satisfação. O adolescente teria descido do veículo e começou a agredir uma delas com golpes de um instrumento cortante - canivete ou faca. O objeto não foi encontrado.

Após ferir a vítima, a mãe do garoto, o agressor e amigo dele tentaram fugir, mas o veículo foi impedido de deixar o shopping por um segurança. A PM foi chamada e levou todos para a delegacia.

O G1 não conseguiu localizar as partes envolvidas para comentarem o assunto.
Fonte: G1/SP


- Advogado de acusado de arrastar mulher diz que juiz 'queimou' provaSergei Cobra Arbex afirma que laudo pago por réu não consta em processo.
Julgamento foi cancelado nesta quinta-feira (17) em Ribeirão Preto, SP.

O advogado de defesa de Pablo Russel Rocha, acusado de arrastar até a morte uma mulher em 1998, afirmou que o juiz Luís Augusto Freire Teotônio “queimou” provas anexadas no processo. Sergei Cobra Arbex disse que o laudo feito por um legista contratado pelo réu foi retirado da ação que seria julgada nesta quinta-feira (17) em Ribeirão Preto (SP).

“Ele [juiz] é parcial e está perseguindo de forma acintosa o réu. Mandou queimar laudo, acusou de mentirosa uma testemunha, entre outras nulidades”, diz Arbex.

Outra acusação do advogado de defesa contra o juiz é de que ele tenha autorizado o leilão do veículo usado no crime. “Foi um ato absurdo e ilegal, por isso, o leilão foi desfeito e a Pajero devolvida aos autos."

Arbex disse ainda que o juiz conduziu o processo de forma arbitrária. “Ele [Teotônio] não está preparado para ser juiz.”


Outro ladoO juiz Augusto Freire Teotônio foi procurado pelo G1, porém, a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) informou que ele não irá se manifestar sobre as acusações.

JúriA sessão desta quinta foi interrompida pelo advogado de defesa que reclamou da maneira como a Justiça conduziu o caso e, em seguida, o júri foi cancelado pelo juiz que iria proferir a sentença, José Roberto Bernardi Liberal.

Arbex não assinou a ata do júri. “Não assinei porque o que estava no documento não foi o que ocorreu no plenário”.

Uma representação será encaminhada pelo advogado de defesa ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Corregedoria do Judiciário. “O documento será encabeçado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo e vou pedir o apoio do órgão de Ribeirão para que seja restabelecida a legalidade no processo."

O casoPablo Russel Rocha é acusado de arrastar por cerca de dois quilômetros Selma Heloísa Artigas da Silva, garota de programa conhecida como Nicole. Segundo a acusação, a vítima estava com o réu dentro da caminhonete dele e após uma discussão entre os dois, ela teria ficado presa ao cinto de segurança no momento em que tentou sair do veículo.

O Ministério Público (MP) pede a condenação do empresário, que responde em liberdade por homicídio triplamente qualificado, após ficar por dois anos e dois meses preso.
Fonte: G1 Ribeirão e Franca



15/05/2012

- Idoso que matou filho é condenado a 20 anos de prisão

O Tribunal do Júri da Circunscrição Judiciária de Taguatinga condenou Inácio Ramos de Souza a 20 anos e seis meses de reclusão, pelos crimes de homicídio qualificado, guarda ilegal de arma de fogo e guarda ilegal de munição.

Segundo os termos da denúncia, no dia 3 de abril de 2011, entre 2h e 3h, na QNH 03, Taguatinga/DF, o idoso de 83 anos munido de intenção de matar, livre para agir de modo diverso e consciente de seus atos, fazendo uso de arma de fogo, de forma covarde e cruel, efetuou disparo contra a cabeça de seu próprio filho Donato Ramos de Souza, causando-lhe ferimentos que o levou a morte.

O Ministério Público sustentou a acusação e requereu o reconhecimento das agravantes da reincidência e de ter o acusado cometido crime contra descendente. Consta, segundo depoimento de uma de suas filhas, que, no passado, o acusado teria praticado crime de homicídio contra sua ex esposa e o companheiro dela. Ele responde também pelo crime contra o filho de uma vizinha, o motivo foi que o rapaz chamava pela mãe no portão do lote em que o réu também morava. A defesa sustentou teses de legítima defesa e exclusão das qualificadoras. Também requereu prisão domiciliar no caso de condenação.

De acordo com a sentença, "sua conduta, com plena consciência da ilicitude, foi extremamente censurável, revelando imenso desvalor pela vida humana. A ousadia do réu se contrapôs aos princípios ditos civilizados da atualidade, de respeito à vida, aos direitos individuais do ser humano. Segundo depoimento de sua própria filha, matar virou um hábito de vida e quanto mais mortes acumula, avoluma o grau de reprovação de sua conduta. As conseqüências do crime foram graves e indeléveis. A vítima foi subtraída de todos deixando enlutada uma família que para sempre sentirá a sua ausência. Deixou para a coletividade a perplexidade diante da violência cada vez mais banalizada, situação que foge completamente das conseqüências naturais de um homicídio".

Consta do depoimento da filha do acusado que no último julgamento pelo Tribunal do Júri alertou as autoridades de que ele, se solto fosse, iria voltar a matar, e infelizmente a declarante tinha razão: seu pai voltou a matar, e dessa vez o próprio filho, irmão da declarante.

Inácio foi condenado a 16 anos de reclusão para o delito de homicídio, a 2 anos e 3 meses de reclusão para o delito de guarda ilegal de arma de fogo e a 2 anos e 3 meses de reclusão para o delito de guarda ilegal de munição. Foram consideradas as atenuantes de ser o agente maior de setenta anos e da confissão espontânea.

O regime de cumprimento da pena privativa de liberdade aplicada será inicialmente fechado. O juiz não concedeu ao réu o direito de apelar em liberdade. E indeferiu o pedido de prisão domiciliar.

Nº do processo: 2011.07.1.010199-6
Autor: VS
Fonte: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios



13/05/2012

- Jovem mata uma pessoa durante discussão em Patos de Minas, MG
Vítima e suspeito estavam em uma festa no Bairro Jardim Panorâmico.
Homem foi preso e a arma foi aprendida pela polícia.

Na noite deste sábado (12), uma pessoa foi morta em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. De acordo com a Polícia Militar (PM), dois rapazes se desentenderam em uma festa no Bairro Jardim Panorâmico. Na discussão, um jovem de 18 anos efetuou dois disparos contra outro de 23 anos. A vítima morreu no local. O suspeito do crime foi preso e a arma aprendida. Ainda segundo a PM, ele tem cinco passagens pela polícia.
Fonte: G1 Triângulo Mineiro



- Polícia procura suspeitos de estuprar adolescente em São Roque, SP
Vítima conta que foi abordada por três homens em um carro de cor escura.
Após o crime, foi deixada só com roupas íntimas em Araçariguama (SP).

A polícia de São Roque procura os suspeitos de terem estuprado uma adolescente de 16 anos na quinta-feira (10). Segundo boletim de ocorrência, a vítima caminhava pela cidade quando foi surpreendida por três homens que estavam em um carro de cor escura.

Durante depoimento na delegacia, ela contou que foi obrigada a entrar no carro e depois encapuzada. O veículo trafegou por alguns minutos e depois parou. A adolescente afirmou que foi espancada e estuprada pelos três suspeitos.

Depois do crime, relatou que foi deixada somente com as roupas íntimas em uma estrada de
Araçariguama (SP). Um outro carro que passava pelo local a ajudou a chegar em casa. A vítima foi encaminhada para exames no Instituto Médico Legal. O celular dela foi levado pelos criminosos.
Fonte: G1 Jundiaí e Sorocaba



- Corpo de mulher de 44 anos é encontrado em estrada de Araras, SP
Vítima estava com uma cinta em volta do pescoço, de acordo com a PM.
Denúncia anônima levou a polícia até o local, que fica perto de um canavial.

O corpo de uma mulher de 44 anos foi encontrado, na manhã deste domingo (13), na estrada José Pagio Primo, em Araras (SP).

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi encontrada perto de um canavial após uma denúncia anônima.

A mulher estava vestida, com uma mala e todos os documentos. Ela tinha uma cinta em volta do pescoço.

O corpo dela será enterrado nesta segunda-feira (14), às 16h, no Cemitério Municipal. A família não foi encontrada para falar sobre a morte.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Araras.
Fonte: G1 São Carlos e Região



- Mulher grávida é encontrada morta dentro de casa em Santa Bárbara (BA)
Vítima estava esperando o primeiro filho e estava grávida de cinco meses.
Não há informações sobre a causa da morte.

Uma mulher grávida de cinco meses foi encontrada morta na manhã deste domingo (13) dentro de casa na zona rural do município de Santa Bárbara, localizado a cerca de 110 km de Salvador. De acordo com informações da Polícia, a vítima trabalha como babá, tem 20 anos e esperava o primeiro filho. Não há informações sobre a causa da morte. De acordo com informações da polícia, durante a semana serão ouvidos os patrões, familiares e amigos da vítima.

O corpo da vítima foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana. O pai da vítima, que mora vizinho a ela, disse que não ouviu nenhum barulho estranho durante a noite ou pela manhã.
Fonte: G1 BA, com informações da TV Subaé



- Adolescente é assassinada pelo companheiro com um tiro nas costas
Acusado ainda socorreu a jovem, mas ela morreu a caminho do hospital.
Motivo do crime pode ter sido ciúmes, já que a vítima era muito bonita.

Uma adolescente de 14 anos foi assassinada na madrugada de sábado (12) para domingo (13) no bairro do Icuí, na cidade de Ananindeua, com um tiro nas costas. Segundo a polícia, o motivo do crime pode ter sido ciúmes, já que a jovem era muito bonita.

O acusado do crime é o companheiro da adolescente, que foi preso e está recolhido na Seccional da Cidade Nova. Ainda segundo a polícia, eles teriam discutido dentro de casa, foi quando ele decidiu atirar contra a garota. O acusado ainda teria tentado socorrer a companheira, mas ela morreu a caminho do hospital.

Durante toda a manhã deste domingo aconteceu o velório da adolescente, na mesma residência em que ela foi assassinada. Amigos e familiares lotaram o local e lamentaram a morte. O enterro aconteceu às 16h em um cemitério em Marituba.
Fonte: G1/PA



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário