Essa comunidade é o reduto das pessoas interessadas nessas duas especialidades da ciência criminal, que até então não tinham como discutir, trocar informações e novidades sobre a criminologia e psicologia forense.

Postagem em destaque

Serial Killers - Parte XI - Mitos Sobre Serial Killers Parte 6

#6: ELES SÃO TODOS BRANCOS Contrariando o mito popular, nem todos os serial killers são brancos. Serial killers existem em todos os gr...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Análise criminal como instrumento tecnológico de controle da criminalidade



Capitão PM Juliano Chirolli

Por JULIANO CHIROLLI

A violência no Brasil tem seu início marcado desde seu período de colonização e desenvolvimento. Os problemas econômicos, sociais, educacionais, entre outros, são causas que influenciam no avanço criminalidade, nos fazendo refletir sobre a eficiência dos mecanismos de controle social (formais e informais) e seus respectivos atores. A busca da solução denota a necessidade de anteciparmos a ação criminosa, com a utilização das ferramentas do Geoprocessamento e da Estatística, vistas a subsidiar a Análise Criminal.

Os recursos tecnológicos para o desenvolvimento dos Sistemas de Informações são vitais para o processo de tomada de decisões. Neste contexto o Geoprocessamento Criminal, através do Sistema de Registro de Ocorrências, do WebInteligence, do WebGeo, e do Sistema Estatístico de Ocorrências da PMMT, torna-se indispensável.

Outra ferramenta indispensável para se promover um cunho científico ao trabalho policial é a utilização da Estatística Criminal. Com o conhecimento da população, amostras, variáveis (qualitativas e quantitativas) torna-se possível formular tabelas, gráficos, medidas, índices, taxas de criminalidade, possibilitando assim classificarmos e determinarmos a natureza dos fenômenos criminais.

A Análise Criminal tem seu papel definido na condução de indicadores que mesurem e nos forneçam informações relacionadas à atuação da criminalidade, demonstrando o “modus operandis”, vínculos, locais de crimes, horários, perfis de criminosos, o estudo de padrões e tendências de crimes, realizado através da análise estratégica, tática, e administrativa, fornecendo assim “diagnósticos” e “prognósticos” capazes de auxiliar os gestores no processo de tomada de decisão.

Os crimes não são praticados aleatoriamente, existem fatores que estimulam um comportamento criminal com determinados padrões e tendências em espaço e tempo. Neste contexto, a Análise Criminal se apresenta como alternativa para a produção das informações necessárias ao deslocamento imediato de policiais, para que se efetive a prevenção ao crime, ou mesmo o combate no momento em que ele possa ocorrer.

* Juliano Chirolli é capitão da Policia Militar de Mato Grosso
Fonte: Casa Militar do Estado do Mato Grosso
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário